banner_home_01.jpg

Feliz e pizza têm cinco letras. Não pode ser só coincidência.

 

SOBRE a PAPIZZO

Fevereiro de 1975, surgia a essência da Papizzo, ao lado do cinema Cisne. A sorveteria e lanchonete de nome Sorvetex, administrada somente por familiares, começava a ganhar a sua cara. Rogério produzia o sorvete e servia na casa, Deolinda ficava na cozinha, Verinha lavava a louça e Fernando ficava no caixa. no ano seguinte nasceu a primeira filha de Deolinda e Rogério e em 1978 a segunda, a família Sorvetex ia crescendo. Já se faziam pizzas nessa época, cerca de 20 por semana.

Em 1980 aproximadamente, começaram a surgir os grandes shoppings, e por consequência cinemas mais modernos. Nesse momento tomou-se a decisão de investir com mais força no mercado de pizzas, pois o sorvete que por muitos anos foi tido como o melhor de Jacarepaguá, não era mais o carro chefe da casa.

Copa do mundo de 1986, Dona Deolinda apesar de portuguesa, já via no brasil sua terra e por não suportar a angustia dos jogos, trocava a sala pela cozinha. No primeiro jogo surgiram as primeiras tortas, Rogério as levou para a lanchonete e ao chegar, um cliente que aguardava a reabertura da casa, acabou ficando com as duas. Neste mesmo dia foram feitas mais duas e vendidas. Começaram a surgir encomendas para os jogos seguintes, assim as tortas deixaram de ser caseiras e passaram a ser feitas na Sorvetex, que já havia se tornado uma pequena pizzaria. vendiam cerca de 250 pizzas por dia.

Com o aumento das vendas das pizzas, já não se produzia mais o sorvete e em 1989 houve a decisão de mudar o nome da Sorvetex para Baviera. nessa época a linha amarela já estava prevista e já se estudava a mudança de lugar e nome, até porque ela nunca deixou de ser conhecida como Sorvetex.

Em 1996 surgia a Papizzo, que hoje é um grande restaurante, pizzaria, lanchonete e confeitaria.
 

garlic.png
home_picanha.jpg
fatia_pizza.png

Galeria

fundo_localizacao.jpg
 
tomato.png